Jamais inicie sua apresentação se desculpando

No início da apresentação, o orador precisa mostrar credibilidade ao público, gerar empatia e ganhar sua confiança. Essa missão não é tão fácil! ! Ao menor sinal de falta de credibilidade na palestra, o palestrante pode acabar falando para as paredes. As pessoas podem até não sair da sala fisicamente por educação, porém podem sair mentalmente, emocionalmente, espiritualmente, ou seja, o corpo está lá, sentado na cadeira, mas, a mente está em outro lugar. Não inicie uma apresentação com frases como “desculpe, não tive tempo para me preparar” ou “desculpe, não entendo muito do assunto”. Isso faz com que o público espere o pior de você e prejudica a sua oratória. Foque sempre nos pontos positivos do conteúdo que você tem a oferecer. Faça o seu melhor e deixe que as pessoas tirem as suas próprias conclusões sobre o quanto você se preparou ou o quanto você sabe sobre o tema.

 Transmita suas emoções ao falar em público

Transmita suas emoções ao falar em público pois aproximará ao seu interlocutor.

Para falar bem, invista na autoconfiança

Confie em você e em sua mente, ela sempre é nossa aliada e nos dará as respostas que você precisará, você deve confiar nela. Quando uma pessoa não confia em sua mente, ela pode sabotá-lo. Como fazer isso?! Tente analisar a situação com clareza. Se o seu problema for mesmo o medo de falar em público, pense, inicialmente, no que tanto te incomoda (quais são exatamente seus medos); depois reflita o quanto você está preparado para falar sobre determinado assunto em público, em como milhares de pessoas fazem isso diariamente; inspire-se em pessoas que falam bem em público e acredite que você também pode fazer isso! Mas, se por um motivo ou outro, sentir que “não está preparada”, invista na sua preparação (há muitas maneiras de se fazer isso) No workshop que ocorrerá em 12/02, darei várias dicas de como investir em sua autoconfiança e falar bem em público.

Para falar melhor, construa sua imagem

Devemos nos vestir para o cargo que desejamos ter e não para o que temos no momento,  dessa forma, iremos cuidar melhor da nossa aparência. E quando falamos de aparência, devemos englobar nossa aparência física e de nossa vestimenta. Para termos uma imagem adequada, é preciso nos preocuparmos também com outros aspectos como simpatia, atenção, disposição social e a forma de se comunicar com os colegas de trabalho também fazem parte desse requisito. É necessário criar mais empatia com quem nos relacionamos,  conhecendo melhor as pessoas, sabendo como elas pensam e agem para estabelecer melhor conexão. Falar um português correto, mostrar bom humor e lembrar-se dos nomes de seus colegas também são atitudes essenciais. É preciso praticar esses gestos e, se necessário, buscar um aconselhamento de amigos ou profissional.

Por que falar bem é tão difícil?

Quando o assunto é FALAR BEM, pensamos muito sobre eloquência, frases de impacto, improvisação sob pressão, ou argumentação, mas deixamos de lado, o princípio de como ser um bom comunicador, que é a essência para termos um desempenho adequado sobre a fala. De nada adianta dominar todo o conhecimento se não consegue transmiti-lo. Não é… Continuar lendo Por que falar bem é tão difícil?