Existe algum exame que consigo avaliar se a criança ouve bem?

Atualmente, todas as crianças saem do hospitais com o teste da orelhinha realizado, este exame detecta problemas auditivos em recém-nascidos, e é obrigatório em hospitais e maternidades de todo o país desde 2010. Mesmo assim é importante que os pais fiquem atentos em relação à capacidade auditiva das crianças durante toda a infância, uma vez que elas podem deixar de ouvir bem devido a problemas ocorridos mais tarde, como inflamação de ouvido.

É importante ressaltar que a audição tem papel fundamental no desenvolvimento da linguagem e da fala, importantes na comunicação e na interação social da criança. A perda auditiva, se não for tratada, pode acarretar uma série de limitações: timidez, retraimento, problemas de aprendizado e relacionamento.

Se há suspeita de problemas de audição é essencial levar os filhos a um médico otorrinolaringologista.

Trocas na fala, atraso de fala e o baixo rendimento nas aulas e provas podem ser indícios de déficit auditivo em crianças com idade escolar.

Confira abaixo dicas para testar a audição, sintomas de perda auditiva e como estimular a linguagem em crianças:

Testando a audição — como as crianças devem reagir aos sons:

Até 3 meses: 
Assusta-se com ruído forte. Faz sons vogais como “ooh” e “aah”.

Dos três meses aos seis meses: 
Balbucia bastante. Movimenta os olhos e vira a cabeça na direção de vozes.

Entre seis meses e nove meses: Responde ao seu próprio nome. Imita a fala com sons Brinca com repetição da voz (la-la-la-la).

De nove a 12 meses: Responde diferentemente a conversa feliz ou raivosa. Usa duas ou três palavras corretamente

De um a dois anos: Identifica pessoas e partes do corpo. Pode nos dizer o que quer. Gesticula com fala apropriada. Repete algumas palavras ditas. Aumenta o vocabulário com aproximadamente 20 palavras.
Sintomas de perda auditiva nas crianças:

Não se assusta com sons intensos.

Falta de atenção.

Isolamento e/ou agitação.

Trocas na fala.

Demora para falar.

Dificuldade para entender o que as pessoas falam.

Senta próximo à TV mesmo com o volume alto.

Vira a face para um determinado lado (tendência a priorizar a orelha com melhor audição).

Baixo rendimento escolar.
Dicas para a estimulação da linguagem e potencial auditivo das crianças:

Converse com a criança desde cedo, não importa se ela não responde.

Quando você fala com ela, está mostrando como usar os lábios e a língua.

Não deixe de cantar para o bebê quando ele estiver acordado.

Cante com voz suave, em tom amoroso.

Leia em voz alta para o bebê, nada estimula mais a criança do que escutar você falar.

Livros ilustrados com figuras e desenhos complementam esse estímulo e são ótimos para desenvolver as habilidades infantis.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: